Use os campos abaixo para refinar sua pesquisa:

Blog GSP


Cidades e Bairros
12 de Setembro de 2017
Cansadas da violência e correria de grandes cidades, famílias rumam para o interior
« Outras notícias

Viver em uma grande cidade tem seus prós e contras. O acesso a serviços públicos e privados em várias áreas é facilitado, e pedir aquela pizza por telefone, recebendo na porta de sua casa, a qualquer hora, é algo tentador. Mas o medo da violência, os altos custos de vida e as desigualdades nas metrópoles vêm motivando famílias a migrarem para o campo – o caminho contrário ao que se identificava há anos.

Mais de 80% dos brasileiros moram na zona urbana. Entretanto, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o êxodo rural para a cidade vem diminuindo nas últimas décadas. Entre 2000 e 2010, cerca de 2 milhões de pessoas deixaram a zona rural, metade da quantidade da década anterior.

 

Planejamento do interior contribui

 

O crescimento equilibrado e de forma organizada de cidades interioranas torna essa migração ainda mais vantajosa. Antes vistas apenas como refúgio para finais de semana e feriados, as cidades do interior, hoje, oferecem muito mais do que apenas tranquilidade, canto de pássaros e custos inferiores.

A infraestrutura chegou junto do novo movimento migratório, e transformou o dia a dia muito mais fácil em muitos sentidos. Melhores hospitais, asfaltamento, shoppings, cinemas, restaurantes, iluminação e saneamento acompanharam essa evolução e agregam vantagens que podem ser obtidas em cidades menores, com qualidade comparável à de metrópoles.

 

O sonho se torna realidade

 

Os planos de construir uma casa para chamar de sua, também são mais fáceis no interior. Com loteamentos comercializados já com a infraestrutura adequada, começar uma nova casa do chão é a opção que muitas famílias encontram para ter, em um único espaço, o que sempre quiseram: segurança, conforto, tranquilidade e poucas privações arquitetônicas – como as encontradas em prédios.

Os preços cobrados também são bem inferiores, se comparados aos de cidades maiores. Com isso, abre-se espaço para a construção de piscinas, churrasqueiras e outros itens de lazer que, em metrópoles, custam cada vez mais caro. Loteamentos abertos e fechados podem ser encontrados em cidades em pleno crescimento, oferecidos por empresas sólidas no segmento, como a GSP.

Há mais de 30 anos oferecendo loteamentos de qualidade, a GSP vem contribuindo para a urbanização de áreas para moradia de milhares de famílias. A empresa continua a focar seus esforços em regiões do interior do país, onde a demanda aumenta a cada dia e as oportunidades atendem aos mais diversos públicos.